Dúvidas e Respostas sobre produtos

Perguntas sobre os Purgadores

Há algum problema em isolar os purgadores de vapor?

Resposta: O princípio de operação de alguns tipos de purgadores se baseia em variações de temperatura, então estes tipos de purgadores não devem ser isolados. Tipos mecânicos (boia e balde) podem ser isolados sem qualquer problema. Os tipos termostáticos não funcionarão adequadamente se isolados. As medidas de isolamento para os tipos termodinâmicos devem se limitar a proteção contra chuva.

Há algum problema em submergir as saídas dos purgadores?

Resposta: Como regra geral, as saídas dos purgadores não devem ser submersas. Se submersas, há o risco de formação de vácuo dentro do purgador ou na entrada do purgador quando o equipamento for fechado, fazendo com que a água seja sugada de volta. Não há problema se somente água for sugada, mas se partículas como sujeira ou areia também forem sugadas, isso pode causar problemas. Se a saída for submersa por algum motivo, faça um pequeno furo de entrada de ar na tubulação para prevenir a formação de vácuo.

Há algum problema em ter uma elevação na tubulação de saída do purgador?

Resposta: Se o condensado estiver pressurizado, esta pressão (auto-pressão) permitirá que o condensado flua para cima sem elevar a tubulação. Por exemplo, a auto-pressão do condensado a 0,1 MPaG teoricamente permitirá que ele flua para cima através de uma elevação de aproximadamente 10 m. Entretanto, e isto não se limita às elevações em tubulações, se a contrapressão do purgador aumentar, os seguintes riscos devem ser considerados:

  • Capacidade reduzida de descarga devido ao aumento na pressão diferencial de operação do purgador
  • Tendência de falha dos purgadores com baixas contrapressões admissíveis (por exemplo, no tipo de disco)
Além disso, conforme o condensado acumule-se em seções verticais da tubulação durante o fechamento do equipamento, alguns arranjos para expelir este condensado devem ser considerados caso tal concentração seja indesejada.

Qual é o fator de segurança para a escolha de um purgador?

Resposta: O mecanismo de operação dos purgadores difere dependendo do tipo de operação do purgador. Alguns purgadores são extremamente sensíveis, enquanto que outros tem uma resposta extremamente lenta. Os fatores de segurança recomendados são determinados com base nos diferentes tipos de operação. Outro parâmetro utilizado para determinar os diversos fatores de segurança é a velocidade com que ocorre a partida do equipamento. Se forem exigidos tempos rápidos de partida, deve-se considerar um maior fator de segurança.

Qual é a pressão operacional possível do purgador?

Resposta: Os purgadores têm uma pressão operacional máxima especificada. Eles não podem ser usados em pressões que excedam este valor. Purgadores mecânicos são minuciosamente separados em categorias de pressões operacionais máximas. A pressão operacional máxima é encontrada nos números mostrados no final de cada modelo na maioria dos purgadores de boia livre da TLV (unidades: bar). Se esta pressão for excedida, o princípio operacional fará com que a força de fechamento da válvula fique maior do que a força de abertura da válvula, e o purgador parará de operar (=a válvula não se abrirá mais).

Perguntas sobre Válvulas Redutoras de Pressão e Válvulas Controladoras

É necessário um fator de segurança para a escolha de uma válvula redutora de pressão?

Resposta: Não é necessário considerar um fator de segurança se a seleção for realizada a partir do fluxo designado.

Qual é a diferença entre a série MC-COS e a série CV?

Resposta: A série MC-COS é específica para o uso em vapor. A séria CV pode ser usada em uma variedade de fluidos além do vapor, tais como ar e água. A série MC-COS é principalmente usada para o controle da pressão do vapor, enquanto que a série CV é usada para o controle da pressão, temperatura, fluxo, etc. Quando combinada com este controlador específico, a série MC-COS apresenta uma precisão extremamente alta e controle rápido. A série CV, usada em combinação com um controlador/sensor multi-propósito, apresenta uma versatilidade extrema para o uso em uma grande variedade de aplicações.

É necessário instalar um filtro em frente de uma válvula redutora de pressão?

Resposta: Todas as válvulas redutoras do tipo piloto da TLV tem um filtro integrado na seção do piloto. Na série COS (com separador e purgador embutidos), há um filtro integrado na válvula principal. A série COS-R, entretanto, não tem um filtro integrado na válvula principal, então é recomendada a instalação de um filtro com um mínimo de malha 60. Além disso, na série COS, se houver obstrução visível do filtro integrado devido à sujeira ou resíduos, use a COS em conjunto com um filtro.

Perguntas gerais sobre o Vapor

Por que um separador é usado?

Resposta: Os separadores são instalados na tubulação de vapor ou de ar e são usados para separar e remover a umidade existente no vapor ou no ar. As séries DC_A e DC_S da TLV apresentam um separador do tipo ciclônico e um purgador de boia livre combinados em um mecanismo.

Qual é a diferença entre um eliminador para vapor e um eliminador para água?

Resposta: Um eliminador para vapor é usado para descarregar o ar de um sistema em que haja tanto vapor quanto ar. Um eliminador para água é usado para remover o ar de sistemas de tubulação de água. O eliminador para vapor usa tecnologia de purgadores termostáticos, que opera com base em diferenças de temperatura. O eliminador para água usa tecnologia de purgador de boia livre, que usa flutuação Desta forma, apesar de ambos serem chamados de 'eliminadores', eles não podem ser usados alternadamente; o eliminador para vapor não deve ser usado em sistemas de água, e vice versa.

O que é o ‘bloqueio’?

Resposta: O 'bloqueio' ocorre quando uma falta de pressão diferencial operacional do purgador (a diferença entre a pressão primária do purgador e a pressão secundária) faz com que o condensado não seja mais descarregado do purgador, e fique então acumulado dentro do trocador de calor. Algumas vezes isso ocorre devido à relação entre a área de superfície de carga e de transferência térmica do equipamento do qual se está controlando a temperatura.

O que é o ‘bloqueio de vapor’?

Resposta: O 'bloqueio de vapor' ocorre quando o fluxo do condensado dentro do purgador é dificultado pela camada de vapor na frente do purgador, e a descarga do condensado é atrasada. O bloqueio do vapor tende a ocorrer em equipamentos com corpo rotativo onde é usada uma tubulação sifonada (secadores cilíndricos, aquecedores de cilindro). Há purgadores de vapor com uma 'válvula de liberação de bloqueio' opcional desenvolvidos para eliminar tal bloqueio de vapor.

Para que são usados os amortecedores e as tubulações sifonadas?

Resposta: Os amortecedores são usados para minimizar os efeitos de pulsações ou ondas repentinas nos equipamentos tais como manômetros. Eles restringem o caminho através de um mecanismo de fechamento semelhante ao de uma válvula agulha. Tubulações sifonadas ficam cheias de fluido para prevenir que fluidos de alta temperatura entrem em contato direto com os manômetros e transmissores, enquanto que ao mesmo evitam a transmissão por radiação do calor da superfície aos instrumentos.

Há válvulas de retenção que possam ser usadas em tubulações verticais?

Resposta: A série CK de válvulas de retenção da TLV apresenta uma configuração de válvula de mola e de disco que permite a instalação de orientações verticais ou horizontais. Há outros tipos de válvulas de retenção, tais como portinhola ou levantamento, mas estes tipos se baseiam na gravidade para a abertura e o fechamento da válvula, o que limita seu uso apenas para instalações horizontais.

Perguntas sobre a Recuperação de Condensado

As válvulas de retenção são necessárias nas saídas do purgador?

Resposta: As saídas do purgador tem tubulações independentes, e não é necessária nenhuma válvula de retenção se a saída for canalizada para a atmosfera. Para as aplicações em que as saídas do purgador forem canalizadas para uma linha de retorno de condensado, se algum equipamento ainda estiver em operação enquanto outros estiverem fechados, há a chance de que o condensado retorne pelo purgador. Uma válvula de retenção deve ser instalada para prevenir este retorno.

Qual é o projeto de fluxo de duas fases para as linhas de retorno de condensado?

Resposta: Como indicado pelo nome, as linhas de retorno de condensado são tubulações por onde o condensado flui. O vapor flash frequentemente acompanha o condensado quente, entretanto, e neste caso o vapor flash (fase gasosa) e o condensado (fase líquida) encontram-se misturados dentro da tubulação. O projeto de tubulação de fluxo de duas fases leva em consideração da mistura de gás e líquido. Como o volume específico de vapor é de 100 a 1.000 vezes maior do que o de condensado, a tubulação de retorno do condensado se parece mais com uma tubulação de vapor do que com uma tubulação de água. Entretanto, deve-se considerar os fluxos que impedem a ocorrência de golpes de aríete de condensado induzido (fase líquida).

Qual é o meio motriz do Powertrap?

Resposta: O meio motriz a uma pressão maior que a contrapressão é introduzido no corpo do Powertrap®, e esta pressão força a descarga do condensado do Powertrap®. O meio motriz age como uma força motriz, da mesma forma que o êmbolo de um revolver de água de brinquedo.

Há algum problema em conectar as saídas dos purgadores com pressões diferentes a uma mesma linha de retorno?

Resposta: Depende das condições. O condensado esguichará dentro do vapor flash quando ele for da alta para a baixa pressão. Isso ocasionará um fluxo de duas fases ou vapor flash e condensado dentro da linha de retorno de condensado. Tais condições exigem que este vapor flash seja levado em consideração ao dimensionar a linha de retorno do condensado (seleção apropriada do diâmetro da tubulação). Deve-se tomar cuidado se o condensado de alta pressão for adicionado a uma linha de retorno projetada para receber somente condensado de baixa pressão.

Perguntas sobre Purgadores de Ar e para Drenagem

Qual é a diferença entre purgadores de ar e purgadores para drenagem?

Resposta: Purgadores de ar são usados para remover o condensado das extremidades da tubulação de ar, de tanques receptores, etc. Alguns modelos têm orifícios maiores para facilitar a remoção de condensado de alta viscosidade com rastros de óleo ou resíduos. Como a resistência à corrosão não é de importância específica, os corpos dos purgadores são normalmente construídos com ferro fundido. Os purgadores para drenagem, conforme definidos pela TLV, são purgadores que estão disponíveis em duas formas – para aplicações para ar ou para gás não inflamável e não tóxico. Os purgadores para drenagem são usados para remover o condensado de sistemas de ar ou de gás não inflamável e não tóxico, exigindo uma vedação hermética. Por este motivo, os purgadores para drenagem da TLV empregam um assento de 3 pontos para proporcionar uma vedação hermética até mesmo sob condições de baixa carga de condensado. Produtos fabricados com materiais adequados para o uso em linhas de alta pressão também estão disponíveis.

Qual é a diferença entre os assentos metálicos de válvula e os assentos de borracha de válvula?

Resposta: O recurso mais importante dos assentos de borracha de válvula em comparação com os assentos metálicos de válvula é sua capacidade superior de vedação sob condições de baixa carga de condensado. Os assentos de borracha de válvula são assim, ideais para aplicações em que é necessário um purgador mas onde a quantidade de condensado é extremamente pequena. Entretanto, mesmo sob a mesma pressão máxima operacional, os assentos de borracha de válvula também apresentam pequenas capacidades de descarga, baixas temperaturas máximas operacionais e um número limitado de fluidos com os quais podem ser utilizados.

Estou usando um purgador de ar. Por que o condensado não está sendo removido conforme o esperado?

Resposta: O purgador foi projetado para o uso com uma linha de balanceamento de pressão? Se o deslocamento do ar dentro do purgador pelo influxo do condensado não estiver acontecendo como deveria, o condensado não poderá mais fluir para dentro do purgador e a descarga do condensado do purgador parará completamente. Uma linha de balanceamento de pressão impedirá que isso ocorra. O ar dentro do purgador é descarregado através da linha de balanceamento de pressão quando o condensado flui para dentro do purgador, permitindo que o condensado seja descarregado suavemente.

Perguntas gerais sobre Sistemas de Ar

Por que pinga água do equipamento de ar quando o clima está quente e úmido?

Resposta: Se o condensado formado dentro da tubulação não for removido adequadamente, a operação dos equipamentos que usam ar, tais como tanques receptores, refrigeradores e tubulações, pode ser dificultada. Em particular, durante períodos de alta umidade e altas temperaturas, o fluxo do condensado aumenta, o que pode levar a estes tipos de problemas.

Há uma válvula para ser usada em aplicações de ar?

Resposta: As válvulas mariposa esféricas da TLV são um de um tipo de assento macio, usando um assento de válvula de Resina de Flúor (PTFE), tornando-as adequadas para o uso em aplicações de ar. Estes produtos não estão listados em nossos materiais promocionais ou no nosso site, então entre em contato conosco diretamente para mais informações. As séries de válvulas seladas por fole são do tipo de assento metálico com um assento metálico de válvula e corpo metálico de válvula, que do ponto de vista da capacidade de vedação não são particularmente adequados para o uso em aplicações de ar.