Tubulação de Recuperação de Condensado

Descida dos Purgadores de Vapor

O condensado que é descarregado dos purgadores de vapor é manejado em uma das duas formas. Ou é drenado do sistema no ponto em que deixa o purgador ou flui para a tubulação para ser transportado para algum outro local.

Tubulação de Transporte de Condensado de Vapor

A tubulação que transporta o condensado é chamada de tubulação de recuperação de condensado ou de linhas de retorno de condensado.

A tubulação projetada para o transporte de água não é necessariamente adequada para uso como tubulação de recuperação de condensado. O projeto das tubulações de recuperação de condensado requer um pouco de especialização.

As tubulações de recuperação de condensado devem ser projetadas para um fluxo de duas fases. Um fluxo de duas fases neste caso refere-se ao fluxo em que o vapor flui através da tubulação junto com um líquido, condensado. Note que isso não significa que o líquido e o vapor estejam fluindo em camadas separadas dentro da tubulação.

Mudanças nos Padrões de Fluxo de Fluxos de Duas Fases, Dependendo dos Fluxos e da Porcentagem de Vapor

O vapor está presente mesmo que seja para o condensado?

Então, por que temos que levar o vapor em consideração mesmo que seja uma linha de recuperação de condensado?

Devemos fazê-lo por causa de algo chamado de “fenômeno de reevaporação”. Ele também é conhecido como “fenômeno flashing” e é isso que ocorre quando o condensado que está em alta pressão repentinamente encontra uma baixa pressão. Parte do condensado volta instantaneamente a ser vapor, ou ‘flashes’ back. Para mais informações sobre o vapor flash, consulte o link Tutorial sobre o Vapor Flash.

O volume específico de vapor saturado é mais de 1000 vezes maior do que o do condensado saturado. Isto significa que mesmo com a mesma quantia de condensado, a proporção de vapor para o condensado muda dependendo da taxa de flash, e isso, por sua vez, ocasiona grandes diferenças no projeto necessário. Se não houver vapor flash, o projeto pode ser visto como o da tubulação de transporte de água. Se a quantidade de vapor flash for grande, o projeto se torna quase idêntico àquele da tubulação de vapor.

Métodos de Projeto para Tubulações de Recuperação de Condensado

Como mencionado anteriormente, o fluxo de duas fases ocorre quando parte do condensado se torna vapor flash, e o projeto de tubulação necessário para este tipo de fluxo fica desta forma em algum lugar entre a tubulação para água e a tubulação para vapor. Entretanto, isto é muito vago e a TLV baseia sua determinação do projeto precisar ser mais próximo daquele para água ou daquele para vapor na quantidade de vapor flash e na taxa flash. O conceito de volume específico equivalente é usado para esta determinação. Isto pode ser considerado como algo como o volume médio.

Para o projeto real da tubulação de retorno de condensado, o volume superior permitido para a velocidade do fluxo é determinado com base no volume específico equivalente, e este limite é usado para determinar o diâmetro da tubulação. O procedimento real é um pouco complicado, então não o abordaremos aqui. Se estiver interessado, consulte nosso manual técnico intitulado Drenagem e Recuperação de Condensado.